Detalhe do Produto

PAIXÕES INTELECTUAIS, AS - VONTADE DE PODER 1762-1778 - VOLUME 3

PAIXÕES INTELECTUAIS, AS - VONTADE DE PODER 1762-1778 - VOLUME 3

Autor(a)(s): ELISABETH BEDINTER
Editora : CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Assunto: HISTORIA

De R$ 62,00

Por R$ 6,99

Descrição
ISBN : 8520008410
ISBN13 :9788520008416
Páginas : 389
Publicação:2009  1ª Edição
Encadernação : BROCHURA
Formato: 16 x 23
Sinopse
Os cientistas e filósofos que constituíam outrora a República das Letras escreviam sobretudo para convencer seus pares. Dependiam do poder e dos grandes. No século XVIII. os elogios de seus colegas não são mais suficientes para os intelectuais. Os desejos de glória. a busca da grandeza e a vontade de poder são as grandes paixões que agitam os pensadores desde o Século das Luzes. que assistiu ao desenvolvimento do poder da imprensa e. com ela. o tormento da celebridade. Em As Paixões Intelectuais. a filósofa Elisabeth Badinter analisa de maneira inédita a sociedade do século XVIII. compondo um detalhado retrato das relações pessoais e intelectuais dos eruditos da época. Dividida em três volumes. a obra abrange o período do Iluminismo que vai de 1735 a 1778. e as diferentes paixões que dominaram seus filósofos: Desejo de glória (1735-1751). Exigência de dignidade (1751-1762) e Vontade de poder (1762-1778). que acaba de ser lançado pela Civilização Brasileira. Com o surgimento. no meado do século XVIII. de uma opinião pública esclarecida e cada vez mais influente. o poder muda de campo - só a opinião pública é capaz de se impor ao soberano. Segundo Voltaire. o governo do mundo transforma-se num jogo a três: filósofo. opinião pública e soberano. Toda vez que ignora essa regra. o intelectual fica à margem. Assistimos. assim. ao nascimento. entre os intelectuais. de três "paixões" sucessivas que constituíram o tema desta trilogia. No primeiro volume. a autora nos revela o "desejo de glória" dos sábios e dos filósofos. que saíram dos laboratórios e dos gabinetes para se mostrar nos salões. No segundo. podemos ouvir a "exigência de dignidade" dos escritores e acadêmicos. que reivindicam independência econômica e autoridade moral. Neste terceiro volume. observamos o nascimento da "vontade de poder".