Detalhe do Produto

CABEÇA DO ELEITOR, A

CABEÇA DO ELEITOR, A

Autor(a)(s): ALBERTO CARLOS ALMEIDA
Editora : RECORD
Assunto: POLITICA

De R$ 52,90

Por R$ 5,99

Descrição
ISBN : 8501081981
ISBN13 :9788501081988
Páginas : 303
Publicação:2008  1ª Edição
Encadernação : BROCHURA
Formato: 16 x 23
Sinopse
Ao contrário do que supões a maioria, a cabeça do eleitor brasileiro funciona de maneira lógica. Mas que lógica é essa? O que é preciso saber para avaliar uma pesquisa de opinião? O marketing de uma campanha pode ser decisivo para a escolha de um candidato? Depois de analisar, em A cabeça do brasileiro, o país como sociedade e sistema cultural, investigando o que os brasileiros pensam sobre ética, sexualidade, “jeitinho”, destino, família, punições, cor e raça, economia, política, igualdade, civismo, Alberto Almeida revela agora o que há de simples e evidente na decisão do voto. A Cabeça Do Eleitor é instrumento fundamental para aqueles que querem entender a dinâmica eleitoral e fazer a aposta certa nas eleições. Alberto Almeida mostra que a cabeça do eleitor funciona da mesma forma para qualquer eleição, seja ela municipal, estadual ou federal. E que governantes bem avaliados tendem a se reeleger ou a eleger seus sucessores na grande maioria das vezes. Ele revela, ainda, que o eleitor médio tem pouquíssima informação sobre o que acontece na política. E a informação que ele retém é sempre truncada e cheia de ruídos. Alberto Almeida chega a seis fatores formadores da lógica do eleitor brasileiro: a avaliação do governo; a identidade dos candidatos; o nível de lembrança dos candidatos; o currículo dos candidatos e se eles utilizam-no para mostrar ao eleitor que podem resolver o principal problema que aflige o eleitorado; o potencial de crescimento dos candidatos, que combina a rejeição de cada um deles com seu respectivo nível de conhecimento; e o fato de não ser possível contar com os apoios políticos, ou seja, popularidade e simpatia não se transferem. Uma das ferramentas mais importantes propostas por A Cabeça Do Eleitor, no entanto, é a avaliação. Saber se uma eleição é de continuidade ou de mudança. Que estratégia seguir uma vez obtida essa informação depende do candidato em questão.